FC Porto

Pepe pode estar de saida no FC Porto

Defesa 'ideal' deve voltar quase quatro meses depois

Dragão vai mudar: Defesa ‘ideal’ deve voltar quase quatro meses depois

O FC Porto vai a jogo no próximo domingo frente ao Arouca e já se projeta um desenho daquela que será a equipa escolhida por Sérgio Conceição. O destaque deverá ser o setor defensivo com três grandes regressos.

Diz o jornal A Bola nesta quinta-feira que os dragões deverão alinhar com João Mário, Mbemba, Pepe e Zaidu na linha mais recuada. O jovem defesa direito era titular na equipa azul e branca até se lesionar num dos Clássicos de dezembro frente ao Benfica. Deixou o lado direito da defesa meio desamparado, o que piorou com a lesão de Manafá e as saídas de Nanú e Jesús Corona, soluções para a posição. Contudo, já regressou aos relvados no último encontro dos dragões.

Já Pepe, que tem tido uma recuperação bastante demorada para o gosto do treinador, tem surgido como opção no banco, mas não voltou a jogar. O último jogo no qual participou foi frente ao Sp. Braga, ainda em dezembro. Na outra ponta da defesa, o nigeriano Zaidu já regressou da CAN. Foi rendido por Wendell durante a curta ausência, mas tem sido visto como claro titular e deverá reconquistar o seu lugar no onze dos dragões.

É de notar que esta linha defensiva, considerada a ‘ideal’ na equipa do FC Porto, não joga em conjunto desde novembro de 2021. Apesar do possível regresso, existe uma expectativa ainda maior pela integração dos reforços que chegaram neste janeiro. Stephen Eustáquio cumpriu o período de isolamento por conta da Covid-19, mas está ausente ao serviço do Canadá na qualificação para o Mundial’2022. Os últimos reforços Rúben Semedo e Galeno ainda não tiveram grande carga de preparação, estando em aberto a utilização de ambos frente ao Arouca. A verdade é que Sérgio Conceição terá de repensar bem o seu onze, já que Mateus Uribe, João Mário e Bruno Costa estão ‘à pica’ e em risco de falharem o Clássico frente ao Sporting por conta de acumulação de amarelos.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo