Sporting

Última Hora: Pablo Sarabia

Deixa Mensagem pesada a jogadores do Manchester City

Sporting e Manchester City têm encontro marcado para esta terça-feira, no qual os adeptos leoninos estarão, certamente, esperançosos de que os homens de Rúben Amorim sejam capazes de ‘imitar’ aquilo que os de Ricardo Sá Pinto fizeram, em março de 2012.

Na altura, os ingleses estavam a dar os primeiros passos na construção de um projeto megalómano – que entretanto se concretizaria – e chegaram a Alvalade com a sobranceria de quem pensava que tudo não passava de ‘favas contadas’.

A verdade é que os verde e brancos venceram, por 1-0, graças a um golo de calcanhar de Xandão. Uma semana depois, até perderiam, no Etihad, por 2-3, mas não deixariam escapar o apuramento para os quartos-de-final da Liga Europa.

Agora, o cenário é completamente distinto. Em causa está a primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, e, frente a frente, estão os detentores dos títulos nacionais dos respetivos países, ainda que com um ‘mar’ de milhões a separá-los.

O conjunto orientado por Pep Guardiola parte como claro favorito (isto é, na teoria, pois claro), dada a fortuna que, ao longo dos últimos anos, gastou em vários craques, entre eles os internacionais portugueses Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva.

No entanto, os homens da casa já provaram, esta temporada, que não se deixam ‘amedrontar’ pelo poderio alheio, como ficou bem claro no triunfo sobre o Borussia Dortmund, por 3-1, que acabou por atirar com os alemães para a Liga Europa.

O Sporting-Manchester City será ajuizado pelo árbitro sérvio Srdjan Jovanovic, e tem o pontapé de saída agendado para as 20h00 (hora de Portugal Continental) desta terça-feira, no estádio de Alvalade.

Treinadores em discurso direto

Rúben Amorim

Acreditar no sonho de vencer o City: Uma das grandes facetas desta equipa é a fé e nós acreditamos muito nas nossas ideias. Vamos defrontar uma das melhores equipas do Mundo e o melhor treinador do Mundo, com uma base muito forte. Nós temos muita fome de vencer e queremos deixar os sportinguistas orgulhosos. Tudo é possível, tendo um plano de jogo e é isso que vamos fazer.

Consequências do Clássico pode tirar o foco dos jogadores para o duelo contra o City? É muito difícil tirar o foco dos jogadores deste encontro, afinal é apenas a segunda vez que estamos nesta fase da prova e não acredito que o que sucedeu no Clássico tire o foco dos jogadores para esta partida.

Desconfiar dos elogios recebidos: Eu quando falei aqui das ‘canções de embalar’ foi apenas uma brincadeira. Eu não desconfio dos elogios, e quando o fiz foi apenas uma brincadeira.

Pep Guardiola

Sporting: Daquilo que vi do Sporting, a união e a relação entre treinador e a equipa é o mais importante. É uma equipa física, correm muito nas costas da defesa. Foram campeões na época passada após vários anos. Se bateram FC Porto e Benfica é porque são uma boa equipa. Eles venceram o grupo contra Ajax e Borussia Dortmund, que são boas equipas de Liga dos Campeões. Bateram-nos porque são bons.

Rúben Amorim: Talvez receba conselhos dele. A carreira dele está a correr bem, pela personalidade e pela forma como jogam Tentam ganhar o jogo a partir do primeiro minuto. Estou certo de que ele está entusiasmado, e espero que o esteja, após terem passado 14 anos de terem chegado aos oitavos-de-final. Vamos demonstrar quem somos, em Portugal.

Pedro Porro: Conheço-o perfeitamente, mas temos, talvez, 250 jogadores emprestados e não posso falar com todos. Não tenho tempo. Estou feliz por ele estar bem. Especialmente agora, vi vários jogos, e, por vezes, ele jogo, e, por outras, não joga.

Últimos resultados

Sporting: V-V-V-V-E

Manchester City: V-E-V-V-V

Últimos onzes

Sporting: Adán; Ricardo Esgaio, Gonçalo Inácio, Coates, Feddal, Matheus Reis; Ugarte, Matheus Nunes, Sarabia, Nuno Santos e Paulinho

Manchester City: Ederson; Kyle Walker, Rúben Dias, Nathan Aké, Zinchenko; Fernandinho, Gundogan, Bernardo Silva; Sterling, Foden e Mahrez.

Ausências

Sporting: Pedro Gonçalves (em dúvida).

Manchester City: Kyle Walker (castigado) e Benjamin Mendy (processo disciplinar).

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo