Benfica

Helton Leite vai em busca da ‘redenção’ e apoia-se em 2021

Guarda-redes brasileiro deverá assumir a titularidade da baliza do Benfica

Guarda-redes brasileiro deverá assumir a titularidade da baliza do Benfica frente ao Paços de Ferreira, uma vez que Vlachodimos e Svilar estão infetados com Covid-19.

O Benfica dá, este domingo, o ‘tiro de partida’ no ano civil de 2022, com a receção ao Paços de Ferreira, a contar para a 17.ª jornada da I Liga, na qual irá procurar provar que a dupla derrota com o FC Porto ficou já totalmente ‘enterrada’ no passado.

Nélson Veríssimo, homem eleito por Rui Costa para suceder interinamente a Jorge Jesus no cargo de treinador principal, terá, obrigatoriamente, de mexer em alguns setores, dados os casos de Covid-19 que afetam o plantel, entre eles na baliza.

Odysseas Vlachodimos e Mile Svilar testaram positivo, pelo que Helton Leite terá presença praticamente assegurada no onze, depois de ter sido um dos jogadores mais visados dos encarnados no primeiro ‘tombo’ no Dragão, para a Taça de Portugal, por categóricos 0-3.

O guarda-redes brasileiro tem, assim, uma oportunidade de ouro para se ‘redimir’, e não lhe faltam motivos para acreditar que tal é possível, especialmente depois daquilo que mostrou no último ano, durante grande parte do qual foi mesmo titular indiscutível.

O ex-Boavista somou 25 partidas oficiais de águia ao peito durante o ‘velhinho’ 2021, tendo mantido a baliza inviolada em 44% delas. Feitas as contas, sofreu apenas 23 golos, o que significa uma média inferior a um por jogo. Mas há mais.

Helton Leite registou uma média de 2,16 remates defendidos por encontro, e de 3,1 saídas da baliza por jogo. Além disso, revelou particular acerto na hora do passe, uma vez que 87% dos 584 que ensaiou neste período encontraram o destinatário correto.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo