Benfica

Reinier, João Victor e Ricardo Horta

Reinier, João Victor e Ricardo Horta

Reineir:

Espanhóis revelam os detalhes que atrasam a chegada de Reinier ao Benfica.

Negócio encontra-se encaminhado, mas encarnados e merengues ainda discutem a forma como vão dividir o salário do jogador brasileiro e se o empréstimo irá incluir opção de compra.

Reinier está cada vez mais perto de ser oficializado como reforço do Benfica para a nova época, mas os responsáveis encarnados ainda se encontram a discutir alguns detalhes importantes junto do Real Madrid para que o negócio chegue a bom porto nos próximos dias, revelam os espanhóis do AS este sábado.

Segundo a mesma publicação, águias e merengues ainda estão a discutir a forma como o ordenado do jogador brasileiro será dividido entre as partes e se o empréstimo vai ter a duração de uma ou duas temporadas e se o mesmo contará com opção de compra.

Por seu turno, o AS explica, também, que Reinier está tranquilo e que tem passado o período de férias no Brasil junto de Diego Costa, jogador brasileiro que antes de brilhar no Chelsea e no Atlético de Madrid jogou em Portugal, ao serviço de Penafiel e Sp. Braga.

 

Refira-se que Reinier, de 20 anos, chegou ao Real Madrid na temporada 2019/20, mas foi emprestado nas duas épocas seguintes aos alemães do Borussia Dortmund. No entanto, a cedência ficou longe de ser um sucesso, uma vez que o jogador brasileiro apenas contabilizou um total de 741 minutos, distribuídos por 39 jogos, tendo apenas apontado um golo e feito uma assistência.^

 

João Victor:

 

Benfica tenta desviar João Victor do FC Porto

Rui Pedro Braz levou proposta de 12 M€ para convencer o Corinthians a vender o passe do central pretendido pelos dragões

 

• Foto: Reuters

65

O Benfica está decidido a desviar o central João Victor do FC Porto. Record sabe que Rui Pedro Braz, diretor-desportivo dos encarnados, embarcou ontem em Lisboa no voo das 14 horas da Azul Linhas Aéreas com destino a São Paulo (Aeroporto de Viracopos), com uma missão bem definida: apresentar uma proposta de 12 milhões de euros para garantir a contratação do defesa do Corinthians.

Um ‘volte-face’ inesperado uma vez que João Victor, de 23 anos, estava muito próximo de rumar ao Dragão, havendo mesmo uma base de entendimento entre os clubes tendo em vista uma transferência a rondar os 10 milhões de euros. Contudo, ainda faltavam acertar alguns detalhes entre as partes – como, por exemplo, os prazos de pagamento –, além das condições contratuais do jogador.

Relacionadas

Aloísio dá o aval a João Victor: «Acredito que vai ter sucesso»

Aloísio dá o aval a João Victor: «Acredito que vai ter sucesso»

Comparado a Lucas Veríssimo e Felipe: como João Victor é visto no Brasil

Comparado a Lucas Veríssimo e Felipe: como João Victor é visto no Brasil

Tal como escrevemos oportunamente, Roger Schmidt pediu a Rui Costa a contratação de um central rápido e o foco virou-se para João Victor (nome que já estava referenciado pela SAD desde a lesão de Lucas Veríssimo), que pretende dar o salto para o futebol europeu.

Também do lado de lá do Atlântico as necessidades financeiras dos clubes têm imensa influência na forma como se mexem no mercado de transferências. Ora, o Corinthians tem como meta encaixar 16,5 milhões de euros. E cerca de metade desse valor já foi conseguido através das transferências de Ederson, para a Salernitana (Itália), e de Gabriel Pereira, para o New York City (EUA). Ainda que a mudança de João Victor para Portugal não vá permitir ao ‘Timão’ cumprir aquele objetivo por inteiro, a verdade é que ficará muito perto de o fazer.

 

Veloz e forte no jogo aéreo

 

Elano, antigo internacional brasileiro e treinador do central no Inter de Limeira, fez há tempos um retrato de João Victor. “É um jogador do futebol moderno. É muito veloz, ágil e bom no jogo aéreo. Ele tem um futuro muito promissor pela frente”, afirmou recentemente, garantindo que o jovem pode atuar em vários sistemas táticos, podendo aspirar a chegar à seleção brasileira.

 

Contratação pode obrigar a saída

Caso o raide de Rui Pedro Braz a São Paulo for bem-sucedido e João Victor venha a ser reforço dos encarnados, o plantel ficará com excesso de centrais pelo que alguém terá que sair. Além de Otamendi, Vertonghen e Lucas Veríssimo (lesionado), Schmidt ainda tem Morato e o jovem Tomás Araújo à disposição para essa posição específica.

 

Ricardo Horta:

 

Presidente do Braga, António Salvador, admite que o clube não tem os mesmos recursos dos candidatos ao título, mas tem uma situação financeira capaz de fazer frente a propostas baixas

 

Sobre a hipótese de Ricardo Horta sair: “Fala-se tanto que até já estou cansado… Na segunda-feira o Ricardo Horta vai apresentar-se ao trabalho, tal como o David Carmo. É o nosso capitão e um jogador muito importante para o clube. Vai apresentar-se ao serviço para começar a preparar uma época que esperamos que sejam de grandes conquistas, tanto pessoais como coletivas. Aliás, ele já teve conquistas pessoais, porque entrou na história do clube ao tornar-se o maior goleador. É um exemplo de profissional e estamos ansiosos que comece”.

RELACIONADOS

Braga. Salvador sobre David Carmo: “Esperemos que possa vestir a camisola do Braga toda a época…”

Braga. António Salvador: “Uns fazem abordagens por terceiros, outros fazem com lisura…”

 

Investimento financeiro: “O Braga não vai fugir às regras traçadas. Sabemos até onde podemos ir; a aposta na formação é para continuar. O plantel está praticamente fechado, isto é, desde que não saia ninguém. Se não sair, também ninguém entrará, caso contrário teremos que contratar. Mas, neste momento, o plantel está praticamente encerrado.”

Situação de Mario González e necessidade de vender: “Todos os anos o Braga tem que vender ativos. No entanto, o Braga tem tido uma vantagem, que é a de andar sempre um exercício financeiro à frente.”

 

Objetivo para a nova época: “O Braga luta sempre para vencer, independentemente do campo em que jogar. Não vamos ganhar todos os jogos, mas tudo faremos para o conseguir. Não temos os mesmos recursos de outros clubes, mas com menos conseguimos desafiar os que têm mais. É esse o caminho, chegar o mais longe possível.”

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo