FC Porto

Manuel Fernandes

aponta contra o FC Porto: ‘vale tudo para ganhar’

Manuel Fernandes não teve qualquer dúvida sobre qual lado escolher, neste polémico FC Porto – Sporting. Na opinião do antigo internacional português, os culpados pelos incidentes são exclusivamente os da equipa da casa. “Foi sempre assim e não devia”, atirou Manuel Fernandes, que ainda recordou alguns dos Clássicos que ele jogou, em declarações à Sporting TV.

O antigo jogador do Sporting foi muito crítico da postura do FC Porto, a quem acusa de fazer de tudo para inverter o jogo a seu favor. “O FC Porto como não tem argumentos para discutir em jogo jogado com o Sporting o que faz? O FC Porto joga na confusão, na simulação, no protesto com os árbitros. Eles vão para cima de nós e nós para cima deles. É assim que se tem de fazer. Nós não nos encolhemos. Isto é intimidação. O campo devia ser interditado”, atirou o ex-jogador, muito exaltado.

O comentador apontou, especialmente, contra as pessoas extra jogo, que tiveram intervenção nas confusões, no final da partida. “Os seguranças devem ser escolhidos a dedo para irem para aquele campo. Vejo muitos seguranças em Alvalade e não fazem o que estes fizeram”, apontou Manuel Fernandes. “Os árbitros têm medo de apitar no Dragão”, acusou mesmo o ex-jogador.

No entanto, apesar deste ambiente no Dragão, Manuel Fernandes diz que este é o padrão tipo dos jogos dos FC Porto, independentemente de ser fora ou em casa. “Quando tem dificuldades para ganhar há confusões, agressões”, comentou o ex-jogador, antes de dar exemplos do que aconteceu entre Sérgio Conceição e Pedro Ribeiro, do Belenenses, e Paulo Sérgio, do Portimonense.

Nestes casos, até com acusações contra os outros técnicos, dizendo que Pedro Ribeiro se “calou e por isso já está a trabalhar no Norte”. Já esteve, no Penafiel, mas neste momento está a treinar o Académico de Viseu, na verdade. “Com o Paulo Sérgio [treinador do Portimonense] também e fizeram as pazes”, atirou, a contragosto, Manuel Fernandes, que parece lamentar que os técnicos das equipas se chateiem durante os jogos e depois ponham as divergências de lado.

“O treinador do FC Porto sai sempre por cima. É o bonzinho. Isto é que é ser à Porto. Foi sempre assim e não devia. O FC Porto quer ganhar de qualquer maneira. Vale tudo para ganhar e isso perturba os árbitros”, concluiu Manuel Fernandes, muito revoltado.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo