Benfica

João Moutinho a Caminho do Benfica

"Espanha joga em posse? Temos de lembrar que futebol é o jogo do golo"

Selecionador nacional viu mais características no adversário, falou da estratégia para a Liga das Nações.

Fernando Santos e João Moutinho falaram nesta quarta-feira à imprensa, em antevisão ao jogo de estreia na Liga das Nações, frente à Espanha.

O médio falou do bom ambiente que se vive dentro do grupo de trabalho e recusou grupos na convocatória. Já o selecionador recusou definir a Espanha como uma equipa exclusivamente forte na posse de bola e deu a estratégia que definiu para estes jogos, num calendário que achou exagerado.

Fernando Santos

Castigo a Otávio mexeu com o ambiente? O João já respondeu. Estou aqui desde 2014 e nunca senti clubes cá dentro. O ambiente é o mesmo que sempre foi.

Liga das Nações: Nessa altura [em que Portugal venceu], valorizámos a prova e dissemos que o objetivo era vencermos, mas também dissemos que só iam dar valor à prova quando outros a vencessem. A verdade é que a França eliminou-nos na fase de grupos e caiu o ‘Carmo e a Trindade’. O objetivo é ir a todos os jogos e competir. Não há preparação para o Mundial. Vai ser uma fase de grupos difícil e o bom da Liga das Nações é que reúne grande equipas.

Ambiente no plantel: Há muitas condicionantes atualmente. Não tem a ver com uma fase final de um campeonato porque normalmente há mais tempo para isto. Houve muitos que acabaram mais cedo e, por isso, foram chamados mais cedo. O que procurei foi dar quatro dias a cada um, por isso é que o Patrício e o Jota se apresentaram depois. O caso do Pepe foi mais particular, fui eu que achei que era melhor ele chegar no dia 30. Compete ao selecionador gerir isto. O Jota apareceu muito bem, não venceu a Liga dos Campeões, mas conquistou uma Taça de Inglaterra.

Cristiano Ronaldo numa palavra: Melhor do Mundo.

Espanha: O atributo mais forte da Espanha não é a posse de bola, é a capacidade de recuperar a bola. Estas equipas têm muita escola de Barcelona, aquilo que têm presente é a capacidade de recuperar bola. Se não a recuperarem, não a vão ter. Sempre foi uma arma muito forte do Barcelona, até do Manchester City. São dois momentos importantes do jogo, quando tivermos posse de bola e quando tivermos de a recuperar. Mas também temos de nos lembrar que o futebol é o jogo do golo, não da posse de bola. A Espanha tem uma posse de bola objetiva, empurrando a equipa para trás, mas também explora a profundidade. Foi isso que mostrei aos jogadores, ainda ontem mostrei-lhes a organização defensiva deles, aquilo que temos de fazer na nossa organização defensiva. Quando chegarmos a Espanha, vou reforçar isso e vou explicar como temos de trabalhar para não perder a bola. Se dermos a bola, aí fica impossível.

Calendário: Claramente exagerado. Até vocês, nos vossos comentários e no que escrevem, falam sobre isto. Acho que nunca aconteceu. Quatro jogos em 10 dias, nem durante uma época, nunca vi, nem em campeonatos. Vamos jogar depois de uma época altamente desgastante. Se está estabelecido que são precisas 72 horas para recuperar, chega ao final da época e percebemos que é impraticável. Olhamos e percebemos que há dificuldades ali. Temos de ter muito cuidado para termos os jogadores bem. Isso vai obrigar a alguma rotação, o padrão vai ser igual, as características também. O mesmo onze? Nem pensar.

Leão para o lugar de Jota: Aqui não há lugares cativos. O selecionador coloca os melhores em campo. Vamos ter quatro jogos, vamos fazer rotação, há alguns que até ficam, já de fora dos 26. O Vitinha já está fora, faltam dois. Mas não é por desgastes que nós escolhemos os jogadores.

Estratégia: O que queremos é dar continuidade ao que fizemos nos últimos jogos. Isso quer dizer que não vai haver tanta mudança neste primeiro jogo, talvez uma ou duas mudanças em relação os jogos que jogámos com a Turquia e a Macedónia. O que vou procurar é que a equipa mantenha sempre este padrão, não tanto a questão dos jogadores, é muito mais consolidar nesta Liga das Nações aquilo que está a ser o nosso padrão e que devemos continuar a consolidar.

João Moutinho

Espírito da equipa: Está bom, sempre foi bom. Tentamos transportar para todas as convocatórias, para todos os jogos, essa vontade de vencer, essa entreajuda e a vontade de estar bem todos os jogos. Vamos jogar contra uma seleção forte, como nós. Vamos tentar pôr as nossas qualidades em campo e vencer o jogo.

Castigo a Otávio mexeu com o ambiente? Isso passa ao lado, não mexeu nada. São coisas que se passaram. Aqui não há grupos, há sim um grupo e um espírito forte e estamos unidos para conseguir a vitória para Portugal.

Liga das Nações: Todos os jogos que fazemos pela seleção, e falo pelo grupo, encaramos com a mesma importância, seja um jogo amigável ou uma qualificação. Já conquistámos esta competição uma vez, é uma competição importante e esperamos estar na final four e poder conquistá-la outra vez. É uma competição importante para todos e nós vamos para dentro de campo para ganhar o próximo jogo e tentar conquistar esta competição.

Estratégia contra Espanha: Acho que a Espanha é tem se caracterizado pela posse de bola nos últimos anos, mas não é só isso em que são fortes. Usam muitas vezes o ataque à profundidade e temos de estar bem em todas as situações de jogo e tentar controlar a Espanha. Não podemos esquecer que temos os nossos pontos fortes, temos de nos focar em nós, sabendo que, impondo o nosso jogo, vamos ter oportunidade de vencer.

Ausências da Espanha: Focamo-nos naquilo que a Espanha, como seleção, pode fazer contra nós. Qualquer jogador em campo tem qualidade, como Portugal, qualquer um vai dar o seu melhor e dar o contributo. isso passa-se noutras seleções. Nós focamo-nos sim naquilo que a equipa deles pode fazer para nos criar problemas. Não nos focamos no individualmente, porque isso não ganha jogos.

Jogos da seleção para se mostrar em final de contrato: Não é nenhuma montra. Tenho trabalhado sempre da mesma maneira, com e sem contrato. Tivemos uma boa época no clube, estou concentrado no que temos de fazer aqui na seleção, dar o meu melhor para contribuir para o sucesso da seleção.

Antevisão

Fernando Santos vai falar nesta quarta-feira à comunicação social. O selecionador nacional vai fazer a antevisão à partida de estreia de Portugal na Liga das Nações, frente à Espanha, marcada para esta quinta-feira, às 19h45.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo