Sporting

Dragões jogam, em Madrid, na próxima quarta-feira, para a Liga dos Campeões.

Atenção, FC Porto: 'Mar de lesões' faz soar os alarmes no Atl. Madrid

Oblak e Lemar estão também estão em dúvida por lesão, já Felipe encontra-se castigado. Recorde-se que o plantel do Atlético de Madrid, para a presente época, é composto por 22 jogadores.
Antônio Adán está em fim de contrato com o SPORTING. Pós os Treinador leonino Ruben Amorim já vem como Opção o Guarda-redes do Atlético de Madrid, Oblak Como Uma opção Ideal para Substituir o Lugar de Adán

Adán, o motivo para os guarda-redes cuspirem nas luvas e a rejeição dos bonés,

Guarda-redes leonino aborda vários temas

Antonio Adán passou em revista vários temas, profissionais e pessoais, numa entrevista à Sport TV. O guarda-redes do Sporting disse querer cumprir o contrato com os leões – o atual vínculo termina quando o jogador tiver 37 anos -, revelou que gostaria que os estágios terminassem e até comentou um eventual regresso de Cristiano Ronaldo a Alvalade.
“Pressiono muito o treinador para que retire os estágios. Digo-lhe que é muito tempo fora de casa, mas é entendível. É a vida a que estamos habituados desde pequenos. Passamos muito tempo juntos. Passo mais tempo com os companheiros do que com a família. Lida-se da melhor forma possível, partilhando grandes momentos e fazendo amizades. Estamos muito tempo afastados da família, e para eles é mais difícil. Para nós o mais difícil chega depois quando nos retiramos. Passamos tanto tempo, que quando já não estamos sentimos falta.”

Vida familiar

“Neste momento estrou ocupado com o meu filho pequeno, recém nascido e temos de estar em cima dele. Durmo pouco, mas tentamos descansar à tarde ou quando nos deixa. Passa por aproveitar com a minha mulher e com ele. Passar tempo juntos porque este ano passávamos muito tempo fora com jogos de 3 em 3 dias. Aproveitar para conhecer a cidade também, não apenas Lisboa, mas os arredores.”

Ideia que os futebolistas têm uma vida perfeita

“Temos de lidar com isso todos os dias. É a mensagem que se passa na sociedade, penso que é injusta. Só é bom aquele que triunfa ou que tem êxito, que tem seguidores no Instagram, que ganha dinheiro. Estamos a passar a mensagem errada à sociedade. Nem toda a gente consegue ser o melhor que no faz e isso não quer dizer que não esteja no caminho certo. Simplesmente não teve o êxito que outros tiveram. No futebol é assim, ganhar todo os dias, é uma exigência pessoal, do clube e dos adeptos. Os jogadores têm de ganhar. É algo que a equipa faz bem: ganhe ou perca a todos dão tudo pela camisola.”

Melhor guarda-redes na sua opinião

“Gosto muito do guarda-redes do Bayern Munique. Talvez o guarda-redes mais completo que alguma vez vi. Não sei se é melhor, porque é difícil dizer quem é o melhor. No mundo, aquele que talvez faça mais defesas e que eu vi nos treinos é o Oblak. Penso que é o mais decisivo entre os postes, penso que é o que faz mais defesas decisivas e é um dos melhores, ou o melhor, no que faz. Jovens? Em Espanha e em Portugal há grandes guarda-redes. Aqui temos o André Paulo, o Callai, o Pinto… Fiquei surpreendido com o nível dos guarda-redes que temos aqui na Academia, penso que fazem um excelente trabalho. São muito metódicos nos treinos e isso é fundamental para que no futuro tenhamos bons guarda-redes.”

Melhor avançado na sua opinião

“Quando joguei em Espanha enfrentei os melhores, o Messi, o Cristiano, o Benzema. Ao nível da definição há poucos como ele no Mundo. Para mim é o mais difícil de parar. Partilhei o balneário com ele e penso que a nível da definição é um jogador diferente.”

Regresso de Ronaldo ao Sporting

“Fisicamente o Ronaldo pode jogar até quando quiser. Eu ou qualquer sportinguista está desejoso para que o Cristiano venha para cá. Claro que é um dos melhores do Mundo e mesmo com a idade que tem penso que seria muito importante para todos. Desejaríamos muito que pudesse estar aqui, mas também sabemos que é muito complicado.”

Fim de carreira e contrato com o Sporting

“É óbvio que o final da carreira está mais próximo. Mas tenho mais 3 anos de contrato com o Sporting e quero muito cumpri-los, porque me sinto muito bem aqui. Depois veremos. O mais importante é que me sinto bem e não é preciso olhar muito para o final da carreira mas para o rendimento, que creio que até agora tem sido bom. Logo veremos. A minha ambição não me permite pensar na reforma.”

O que o motiva

“Motiva-me ganhar. Vim para cá com a vontade de jogar na Champions, apesar de já ter alguma experiência não tinha muitos jogos na Champions. Esse era um dos objetivos. E quero lutar e ajudar ao crescimento de uma equipa que lute por títulos. É isso que me mantém vivo, é isso que me faz sonhar. Vou continuar a dar tudo nos treinos porque apesar de já ter alguma idade tenho muita vontade de continuar a melhorar e de continuar a ganhar títulos pelo Sporting.”

Seleção é objetivo?

“Cada vez menos. É claro que percebo muito bem o tipo de guarda-redes que o Luis Enrique está a convocar. Mas enquanto futebolista espanhol que está no ativo e que está a fazer um bom trabalho sempre tenho essa esperança de representar o meu país, não o posso negar. É algo que está muito difícil e quase não penso nisso. Foco-me muito em trabalhar bem e em melhorar.”

Guerra na Ucrânia

“Tanto o desporto como a sociedade civil voltaram a dar um exemplo de comportamento. Aconteceu o mesmo na pandemia e volta a acontecer com esta guerra, criada por um sujeito que não quer o que o resto do Mundo quer e que está a matar gente e a fazer sofrer um país, ou dos países, porque creio que ninguém quer isto na Rússia. O desporto voltou a dar um exemplo e a sociedade com a solidariedade com a ajuda aos refugiados penso que mais uma vez todos demos um exemplo. E como sempre sinto que são os políticos ou os líderes deste mundo que voltam a falhar-nos. Nós confiamos neles para que este mundo seja um pouco melhor e eles voltaram a falhar-nos.”

Contrato com o Sporting, fim dos estágios e um desejo: «Ronaldo seria importante para todos»

Sporting estreou-se na aplicação ClubHouse com os três apresentadores do podcast ADN de Leão – Joana Cruz, Ana Galvão e Guilherme Geirinhas – e com Antonio Adán.

Sporting: “Estou encantado de estar no clube e em Lisboa. Está tudo a correr bem e para mim isso é fundamental. Estava seguro de que ia ser assim. Quando cheguei ao Sporting, já falei disso, disse que chegava no melhor momento da minha carreira e creio que está a acontecer o que ia suceder. É consequência do que a equipa está a fazer bem durante toda a temporada.”

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo