Sporting

Sporting reage ao castigo do CD e deixa algumas questões no ar

Comunicado na íntegra do Sporting

Leões relembram que o CD ainda não deliberou qualquer qualquer “decisão relativamente aos comportamentos adoptados pelos elementos da organização de jogo do FC Porto que protagonizaram as agressões e arremessos de objectos após o final” do Clássico.
Comunicado na íntegra do Sporting:

“A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD tomou nesta data conhecimento das seguintes decisões adoptadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a respeito do jogo 22.ª jornada da Liga Bwin disputado com o FC Porto no dia 11 de Fevereiro de 2022:

1. Matheus Reis, que durante o jogo fez um gesto obsceno, foi punido com 1 jogo de suspensão ().
2. Luís Gonçalves, que após o final do jogo empurrou e agarrou pelo pescoço o jogador Gonçalo Inácio, foi punido com 68 dias de suspensão (sendo de notar que as competições nacionais terminam dentro de cerca de 33 dias).
3. Bruno Tabata, que após o final do jogo empurrou Luís Gonçalves quando este agarrava o pescoço de Gonçalo Inácio, confessou a infracção, beneficiou de uma circunstância atenuante (provocação) e foi punido com 23 dias de suspensão.
4. Pepe:
a) que durante o jogo procurou ocultar o arremesso de um projéctil para o terreno de jogo;
b) que após o final do jogo pontapeou e empurrou Hugo Viana perante o árbitro, o que este fez constar em relatório;
c) que causou a Hugo Viana um traumatismo que o Prof. Doutor José Carlos Noronha confirmou ser compatível com um pisão dado por jogador calçado com chuteiras de pitons de alumínio;
d) que negou tê-lo feito;
e) beneficiou de QUATRO circunstâncias atenuantes, a saber: prestação de serviços relevantes ao futebol; louvor por mérito desportivo; provocação (porque Hugo Viana “entrou no terreno de jogo”); e forte perturbação;
f) que tem no seu histórico disciplinar, entre outros destaques na Liga Espanhola, uma suspensão de 10 jogos por agressão a um jogador adversário, sendo à época um dos 10 maiores castigos aplicados pela Federação espanhola;
g) foi punido com 23 dias de suspensão.

Não é ainda conhecida qualquer decisão relativamente aos comportamentos adoptados pelos elementos da organização de jogo do FC Porto que protagonizaram as agressões e arremessos de objectos após o final do jogo, os quais continuam e continuarão a estar presentes nos jogos disputados naquele estádio.

Foram também conhecidas hoje as decisões adoptadas pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a respeito do jogo da final da Taça da Liga disputado com o SL Benfica no dia 29 de Janeiro de 2022. Hugo Viana (o mesmo que foi pontapeado e cujo agressor foi sancionado com 23 dias de suspensão) foi punido com 45 dias de suspensão por ter dito “devias estar preso” ao motorista do presidente do SL Benfica.

A posição do Sporting CP sobre esta forma de aplicar a justiça desportiva já foi exteriorizada em comunicado no dia 01 de Fevereiro de 2021: “A evidência da situação torna também evidente que este Conselho de Disciplina não tem condições para assumir a importante responsabilidade que é conduzir a disciplina desportiva profissional. Resta, portanto e apenas, o caminho da demissão.”

Perante mais estes factos, os observadores do fenómeno tirarão as suas próprias conclusões”.

No mesmo dia em que foram revelados os castigos aplicados a Pepe e Tabata, na sequência dos incidentes que resultaram do Clássico contra o FC Porto, para o campeonato, o Sporting, em comunicado, posicionou-se contra o Conselho de Disciplina (CD) da FPF e as decisões tomadas por este organismo.

Os leões dão conta ainda neste comunicado que o CD ainda não deliberou qualquer qualquer “decisão relativamente aos comportamentos adoptados pelos elementos da organização de jogo do FC Porto que protagonizaram as agressões e arremessos de objectos após o final do jogo, os quais continuam e continuarão a estar presentes nos jogos disputados naquele estádio”.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo