Sporting

Cédric Soares

Internacional português diz-se "muito orgulhoso" pela maneira como se afirmou a nível sénior.

O jornal britânico Evening Standard publica, esta segunda-feira, uma extensa entrevista com Cédric Soares, na qual o internacional português recordou a maneira algo ‘turbulenta’ como deu o ‘salto’ dos escalões de formação para a equipa principal do Sporting.

O agora jogador do Arsenal estreou-se de leão ao peito a 4 de novembro de 2010, na derrota europeia com o Gent, por 1-3, então pela mão de Paulo Sérgio, com apenas 19 anos. Agora, admite, só lamenta que não lhe tenha sido dada a oportunidade de ter continuidade.

“Eu era um menino bonito no sentido em que já toda a gente me conhecia nas camadas jovens. Eu era capitão da seleção nacional de juniores e capitão da equipa do Sporting. Estava a crescer naquele mundo bonito, e, por vezes precisas daquele choque”, afirmou.

“Cheguei à equipa principal com 19 anos. Numa temporada, fiz cinco ou seis jogos. Foi um choque. Pedi para sair por empréstimo, e fui emprestado. Lutei por aquilo que tenho, ninguém me deu nada. Estou muito orgulhoso disso”, acrescentou.

O lateral-direito, agora com 30 anos, acabaria por dar nas vistas ao serviço da Académica para só depois vingar ao serviço dos verde e brancos. Uma história que aproveita para servir de inspiração para quem venha a passar pelo mesmo.

“Tens de acreditar em ti próprio. Vim para o Arsenal graças àquilo que fiz na minha carreira e ao lutar todas as semanas por aquilo que procuro. Eu estava a lutar por isto, e depois alcancei-o. Agora, tenho de lutar pelo meu lugar”, completou.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo