FC Porto

Fernando Andrade

"Quero ser campeão, nem que sejam 30 segundos"

Fernando Andrade regressou no verão passado ao FC Porto, depois de ter sofrido uma lesão grave que o levou a rescindir o contrato de empréstimo que o ligava aos árabes do Al-Fahya até ao final da época.

Regressado à Invicta, o avançado brasileiro recuperou da lesão em Portugal e acabou inscrito pelo FC Porto no mercado de inverno. O atleta voltou ao ativo na equipa B do FC Porto, mas não esquece os tempos de pesadelo que viveu após a lesão.

“Tinha muito sangue, o joelho estava inchado e sabia que era grave, mas o fisioterapeuta árabe, que me estava a fazer alguns testes com a mão, disse que não era grave. Fiquei mais tranquilo, mas dois dias depois fui ter com o médico. Tinha de ir a Riade fazer a ressonância, mas antes o médico fez-me o teste da gaveta com as mãos e disse logo que havia 95% de possibilidade de ser o ligamento cruzado”, começou por dizer Fernando Andrade, em declarações ao programa Azul Porto, do Porto Canal.

“A ressonância confirmou. Pedi ao clube para me deixar vir para Portugal e disseram que sim, que me iam ajudar no tratamento. Vim e tiraram-me logo do grupo do WhatsApp. Nunca mais responderam, abandonaram tudo. Não foram nada corretos”, prosseguiu.

Regressado ao Dragão, Fernando Andrade foi operado e encetou um longo período de recuperação. O regresso aos relvados aconteceu a 20 de março deste ano. O dianteiro foi titular no empate (2-2) do FC Porto B frente ao Estrela da Amadora, na ronda 27 da II Liga.

“Agora sinto-me bem e a prova disso é que aguentei 82 minutos. Era importante voltar e ver como reagia em jogo. Pedi ao mister para jogar na B e senti-me bem. Agora é trabalhar para ter oportunidades”, atirou.

Fernando Andrade deixou ainda uma espécie de pedido a Sérgio Conceição para o que falta da temporada.

“Sei do meu potencial e se tiver uma oportunidade quero ser campeão também. Nem que sejam 30 segundos. Quero entrar para chutar uma bandeirola e receber a medalha”, finalizou.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo