Benfica

Yaremchuk lembra mortes de crianças na Ucrânia

“É hora de parar Putin”

Roman Yaremchuk recorreu, este sábado, às redes sociais para lamentar as várias mortes provocadas pela invasão russa à Ucrânia. O avançado do Benfica partilhou um vídeo que mostra a destruição causada pela guerra e diz que é “hora de parar Putin”, lembrando ainda a morte de várias crianças.

“Sou Roman Yaremchuk, jogador do Benfica e da seleção da Ucrânia, sou ucraniano, pai e filho. Tenho o coração partido porque no meu país existe uma guerra, as cidades estão destruídas e civis estão a morrer todos os dias, entre os quais já estão mais de 100 crianças”, começa por escrever Yaremchuk, prosseguindo.

“O exército russo está a destruir impiedosamente e propositadamente ucranianos. Está a haver uma catástrofe humanitária. Isto é um verdadeiro genocídio”, apontou o jogador ucraniano, passando a dar exemplos concretos.

“Alice, de Akhtyrka, tinha oito anos e a família dela foi alvejada. Kirill de Mariupol tinha apenas dois anos. Sofia de Nova Kakhovka tinha seis anos e o irmão apenas um mês. Infelizmente a lista de mortes de crianças na Ucrânia cresce todos os dias. Chegou a hora de parar Putin e proteger a Ucrânia. Quando falo em nós, quero dizer cada um de nós. Todos contam! Não se deixem calar, informem-se sobre a guerra na Ucrânia e falem sobre as mortes brutais das crianças! Parem com a Guerra! Salvem a vida das crianças da Ucrânia!”, apelou o jogador do Benfica.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo